SOB DUAS BANDEIRAS

SOB DUAS BANDEIRAS…

04 DE MAIO DE 2011

Fiquei sabendo há bem pouco tempo. A idade do “debut” para as jovens, que aqui no Brasil se estabelece e convenciona aos 15 anos, é considerada aos 16 nos Estados Unidos. Interessante.

Ainda mais que hoje minha neta Giovanna completa seu  décimo sexto aniversário, como sabem, residindo em Houston – Texas. A menininha que nasceu aqui no Brasil em 1995, neste dia 04 de maio, recebeu dentre outros presentes a nova nacionalidade americana, resultado dos cinco anos de permanência e vida estabelecida com a família lá. Junto com a irmã, Cynthia, com a mãe, Cláudia e com o pai, Paulo,  obteve a condição de dupla cidadania SOB DUAS BANDEIRAS.

Foi presenteda, ainda com a notícia da execução do mega terrorista Bin Laden principal articulador e responsável pelo ataque às Torres Gêmeas de Nova York em 2001 quando ela, Giovanna, contava apenas seis anos de idade. Levará como lembrança desta data, ainda, um novo retorno aos contos de fada quando mais uma plebeia “faturou” um príncipe na fila de sucessores ao trono da Inglaterra e, também,  a beatificação de um Papa cujo nome tornou-se bastante conhecido dela e da irmã quando, escoteiras, exercitavam manobras no Parque João Paulo II, aqui nesta Curitiba.

O pontífice conhecido também como o Papa missionário, em sua visita ao Brasil em 1981, decidiu-se por homenagear  a maior colônia polonesa no País e ali, naquele local, fez-se cercar de uma grande manifestação de carinho por parte de seus conterrâneos poloneses, que escolheram a nossa terra para também saudarem e conviverem SOB DUAS BANDEIRAS.

Por isso, a partir daqui vou me dirigir a Giovanna: Tu, minha neta, acolheste a escolha feita pelos PODERES QUE NOS REGEM  e que trabalharam infiltrando-se nos sonhos do teu pai, que, por sinal não acredita em nada do que estou aqui dizendo. Não importa. Acredite apenas que nós, nossa família,  somos, ou melhor temos sido, uns privilegiados. Parodiando o título de uma  peça cinematográfica de 1977, eu pessoalmente acho que “Alguém Lá em Cima Gosta de Mim”.

Aqui no Brasil não temos tornados rodopiando louca e ameaçadoramente pelo Alabama, deixando-nos arrepiados por achar, erradamente, que estão muito próximos de nossos queridos familiares, mas, em compensação, temos um povinho “experto” que constroe pousadas em fraldas de montanha que dão vistas para o mar;  palacetes  em pitorescas encostas nas regiões serranas, assim como casas  e barracos encaixados em lixões e aterros sanitários nas vertentes dos morros urbanos.

Chegam fortes chuvas, e carregam tudo despenhadeiro abaixo produzindo imagens tétricas e estarrecedoras para a mídia internacional. Tu e os demais brasileiros do exterior,  que por desventura se deparam com estas cenas também deveis vos arrepiar preocupados conosco.

Fiquem “frios”. Não esqueçam nunca que Deus é brasileiro. Mas não duvidem que talvez já haja perpassado por Sua cabeça a ideia de embarcar numa dupla cidadania para um país mais íntegro e avançado…

Então Gio, Happy Birthday my granddaughter. I love you, very, very, very!

Agora, ainda mais sabendo que tu, tua irmã, tua mãe e teu pai firmam-se tranquilos…

…SOB DUAS BANDEIRAS

Esse post foi publicado em CRÕNICAS DE UM IDOSO. Bookmark o link permanente.

4 respostas para SOB DUAS BANDEIRAS

  1. Giovanna Moncores disse:

    VOVO<3 Obrigado pela homenagem! adorei mmuuuiiittto(: TE AMO TAMBEM VO!

  2. Zelia disse:

    Estava aguardando mais esta tua filha nascer….( a crônica)
    Como sempre, valeu!!!!!

  3. Claudia Schischoff disse:

    Sogro,
    Relendo esse post para a Gio, e, como mae, superproterora (como elas me chamam diariamente), quero agradecer pela homenagem a minha filhota. Gio esta se tornando um ser humano especial, muito inteligente e bonita nao so’ por fora, mas de um coracao gigante. Um pouco turrona a maioria das vezes, mas sensata o suficiente para mudar o curso das coisas quando necessario. Neste ano de 2012, sua outra neta, Cinthia e’ que vai fazer o “debut” para a idade de 16 anos. Suas netas estao “descobrindo o mundo”, como minha mae, D. Ruth, costumava me dizer cada vez que eu raclamava que elas tinham aprontado alguma coisa quando pequenininhas. Sou uma mae muito orgulhosa e grata por ter essas duas filhas maravilhosas.

    • Gratificante é para mim receber comentários como estes (logo dois) emitidos pela maravilhosa escolha que o “Universo” efetuou para esposa de um de meus filhos. Mas, nem se atreva a pensar que o orgulho e a gratidão por estas duas ex-meninas é previlégio apenas de ti e do Paulo. O avô “se baba” por elas aqui deste outro lado do hemisfério. Que Deus os abençoe a todos os moradores desta linda casa à beira do lago.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s