AVALIAÇÃO …

Estou em  30 de junho. Pronto para uma AVALIAÇÃO deste meu domingo, mais um de minha vida que já vai se estendendo por 76 anos, 7 meses e cinco dias, em pleno trabalho e medidas de recuperação de uma TVP detectada alguns dias após aquela cirurgia que mencionei na publicação de domingo passado. Caraca, maluco! Uma Trombose Vascular Profunda que, se não devidamente tratada, pode abreviar ainda mais esta vida.

Voltemos à minha AVALIAÇÃO.  As redes sociais deixam-me de sobreaviso sobre a possível deflagração de uma greve nacional amanhã, 1º de julho e, logo mais à noitinha, a seleção brasileira de futebol vai decidir o título da Copa das Confederações, edição 2013 no Maracanã, contra as simétricas e objetivas jogadas com que a Espanha vem se impondo no cenário futebolístico mundial.

Quanto à possível paralisação grevista, não vejo nada com que me acautelar, uma vez que morando neste Lar de Idosos tenho a plena certeza e convicção de que a nossa velhice não será interrompida um minuto sequer e que, se nossos amigos funcionários comparecerem em número reduzido, nada os impedirá de dar-nos as atenções básicas e primordiais que necessitamos. Afinal já o fazem nas jornadas noturnas e fins de semana, quando por vezes contando com ínfimo número, decidem e resolvem tudo a contento… claro, com indiscutível Colaboração Superior.

Já o jogo me leva à reflexão desta questão da AVALIAÇÃO. Numa das partidas desta Copa que pude assistir por não estar em um leito ou maca de um PS hospitalar (aguardando AVALIAÇÃO médica), observei que o craque Neymar ao invadir a área adversária na inequívoca intenção de levar-nos ao gol, confrontou-se com dois marcadores, avaliou a distância entre ambos, decidiu atirar a bola pelo lado, com um salto calculado passou entre os dois, pegou a bola logo a frente e numa segunda AVALIAÇÃO, percebendo-se impossibilitado de marcar, levantou a cabeça, descortinou uma camisa amarela chegando livre de marcação e serviu de bandeja. GOOOOOLLL é do BRASILLLL!

Em nenhum momento o garoto buscou a AVALIAÇÃO de terceiros mais experientes, na verdade não haveria tempo: a bola, o gol, os colegas, o público pagante, os torcedores não podiam ficar esperando.  Mais, e daí? Foi apenas uma jogada futebolística bem sucedida intuída por quem desejava fazer o certo com aquilo que vem aprendendo (afinal, estamos sempre aprendendo). O episódio me transportou a dois outros episódios envolvendo questões bem mais graves… pelo menos para mim.

  • O primeiro sucedeu aqui mesmo no Lar. Três ou quatro dias depois da primeira cirurgia de prótese de quadril, que já lhes relatei, durante a madrugada fui acometido de uma severíssima queda de pressão. Cheguei mesmo a dar uma “apagada”. A técnica de enfermagem, que trabalha aqui conosco pelo mesmo tempo em que aqui resido, “incorporou Neymar” e efetuou junto com os dois colegas de plantão procedimentos imediatos que acredito terem salvos minha vida. Soube, mais tarde, que foi advertida por não ter corrido ao telefone em busca de uma AVALIAÇÃO mais abalizada de seus supervisores que dormiam em seus lares, antes de qualquer decisão.
  • O segundo, bem mais recente, ocorreu no recinto do setor masculino do PS do Hospital Universitário Cajurú (este setor é um espaço onde ficam estacionadas para pronta movimentação e deslocamento cerca de doze macas com indivíduos em atendimentos emergenciais do Pronto Socorro).  Ali estava eu por 18 horas aguardando por uma AVALIAÇÃO de equipe vascular, solicitada pelo grupo de ortopedia de quadril responsável por minha última cirurgia. Chegou então a Dra. Karen da vascular que prontamente, após tomar conhecimento do procedimento cirúrgico efetuado há quinze dias e da TVP diagnosticada pelo Eco Color Doppler,  fez a AVALIAÇÃO e não titubeou em nos oferecer como opções um tratamento mais conservador com a necessidade de constantes aferições ((já em uso) ou a utilização do medicamento Xarelto mais caro, porém de comprovada eficácia, no caso. Confirmou, apenas confirmou, com seu supervisor e nos liberou com retorno previsto para o próximo dia 15. Estou me sentindo bem sentado à frente do computador. GOL DE NEYMAR.

Sabem, eu acredito que bom mesmo sejam as auto avaliações. Para isso torna-se preciso auto preparo e autoconhecimento sempre na direção no objetivo de fazer o certo, de fazer o bom e, sobretudo de fazer o bem. Se não sabe pergunte, ouça e aprenda. Se encara uma emergência tente não se arrepender por não ter feito nada. Confiemos no Criador. Afinal consta que Ele depositou uma partícula de si mesmo em cada um de nós, provavelmente localizada nos 90% da região de nosso cérebro não utilizada por nós, segundo alguns cientistas.

Um amigo, aqui da casa, creio que fazendo uma AVALIAÇÃO do meu estado de espírito hoje, sugeriu-me ouvir uma linda peça musical. Se tiver tempo para ouvi-la também, clique no link ao fim desta publicação que me saiu bastante prazerosa segundo minha própria …

AVALIAÇÃO                                        Ouça Aleluya

Esse post foi publicado em CRÕNICAS DE UM IDOSO. Bookmark o link permanente.

5 respostas para AVALIAÇÃO …

  1. A.C.Ferrari disse:

    É de livre escolha o tom, as músicas, as histórias e as amizades que elegemos para compôr nosso proprio enredo. A aceitação de alguns desafios parece que sempre nos tornam melhores e capazes.Fazer isso com sabedoria, e voce o faz; parece ser o custo da felicidade. Golaço do seu JURA Abraço.Ferrari.

  2. É seu Jura, as avaliações são fundamentais, devemos faze-las diariamente eu hoje avalio minha vida essa mesma TVP a qual o sr foi cometido também resolveu dar ma passeada na minha vida, e eu ganhei de presente uma embolia pulmonar, 3 dias de CTI e vc percebe as pessoas ao seu redor, algumas morrendo, outras acidentadas, outras ogonizando, mas o mais importante é PERCEBER os sinais, eles estão o tempo todo na nossa frente, olha mais uma avaliação ai, na minha frente um diabético sem os pés entubado…. E eu avaliando a minha alimentação, ao lado um com câncer no pulmão… E eu avaliando se meu cigarro era assim tão gostoso, no final escutei de um médico vc teve uma coisa que 85% das pessoas que tem morrem, é ou não é para avaliar a vida, desculpa seu Jura, acho que sai um pouco do tema ou errei na AVALIAÇÃO. Fique com Deus, melhora e um grande abraço.

  3. Giba Souza disse:

    Sr Jurandi como esta ? Espero que bem , lembre se de exercitar se na medida do possivel , torço muito por vc , conte comigo , agora tem mais um seguidor e fã seu . Abraço Gilberto

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s