PROCEDIMENTO CIRÚRGICO …

Domingo, 09 de março de 2014, antepenúltimo dia antes de minha submissão à um novo PROCEDIMENTO CIRÚRGICO. Vou explicar o porquê “novo”.  De uma outra crônica publicada em 25/10/2011 – GOSTO DE ENVELHECER – vou extrair o trecho “… Imaginem que o “cara”, que durante estes 74 anos “vendeu saúde” e ignorou a necessidade de cirurgias radicais, foi colhido pela detecção de dois aneurismas de consideráveis dimensões, situados, um deles na aorta abdominal e outro na artéria ilíaca direita”.

Pois é leitor, os procedimentos endovasculares daquela ocasião apenas deflagraram um processo em que enfileirei:

  • Cenoplastia (nariz) e amidalectomia (garganta) com a equipe de otorrino da Santa Casa;
  • Uretroplastia (…) com o “time” de urologia da mesma Santa Casa;
  • Extração da vesícula realizada em regime de urgência, consequentemente “na faca” sem o uso dos modernos recursos da laparoscopia, presenteando-me como uma “bela e ostentosa” cicatriz, isso no Hospital Universitário do Cajurú;
  • Próteses de quadril isso mesmo, as duas, sendo a do direito no Hospital São Lucas de Campo Largo e a do esquerdo com ortopedistas do H.U. Cajurú;
  • Detecção, tratamento e controle de uma TVP (trombose venal profunda), revelada logo após a implantação da segunda prótese.

Como se dizia em gíria antiga carioca: “É mole ou quer mais?

 CLIQUE PARA AMPLIAR

TÚNEL DO CARPO

A bola da vez da próxima terça feira trata-se da correção de uma síndrome do túnel do carpo. A equipe de ortopedia de mãos (e alunos) do H.U.C. e PUC, irão tratar de me livrar dos tremendos desconfortos que tenho sofrido nas tentativas de usar a maioria de meus dedos da mão direita. Teclar, manipular o mouse, assim como o garfo e dar consistência e fidelidade às minhas assinaturas oficiais, têm sido problemas que o “herói” aqui vem galhardamente enfrentando já à coisa de alguns meses.

Nunca havia imaginado que viria a permitir que “cortassem meus pulsos” depois de haver lido e ouvido mil estórias sobre essa forma da prática de suicídios… Brincadeiras à parte a coisa, quando pesquisada na Internet e Youtube, parece meio sinistra mas, parece que já disse neste blog que, “quem anda com Deus não tem medo de assombração” e lá vou eu!

Já estou me preparando para repetir os “meus” procedimentos de todas as vezes que incluem:

  • Ao ser conduzido e adentar no centro cirúrgico, procurar saber o nome de cada membro da equipe para evitar chamá-los de apenas doutor, doutora, enfermeiro(a) e, principalmente, o(a) anestesista;
  • Buscar fórmulas de demonstrar verbalmente e com a maior serenidade (enquanto lúcido, é claro) o quanto confio na eficiência e competência do seu trabalho;
  • Responder honesta e francamente suas perguntas, principalmente as do anestesista, sobre como estou me sentindo, e normalmente me senti em experiências anteriores;
  • Relaxar totalmente para transmudar-me e entregar-me aos efeitos anestésicos, enquanto faço minhas orações (a meu jeito) em favor da firmeza e serenidade da equipe médica;
  • Repetir os “procedimentos” anteriores quando perceber-me acordado de volta ao centro de recuperação, ou se for o caso na UTI, cercado pela equipe de profissionais do setor.

Posso afirmar que funciona positivamente este esquema, usado e aperfeiçoado em cada um PROCEDIMENTO CIRÚRGICO, a que me entreguei.

Pois é. jovens leitores qual a intenção deste pseudo-blogueiro, em despejar esse festival de hipocondria para cima de vocês? Não, não me perguntem por que, como sabem, odeio responder perguntas difíceis.  Mas, pensando bem, acredito piamente que dessa narrativa de hoje possam ser retiradas algumas informações do interesse de alguns, no amanhã de vocês, quando se encontrarem na iminência de um…

... PROCEDIMENTO CIRÚRGICO, 

Esse post foi publicado em CRÕNICAS DE UM IDOSO. Bookmark o link permanente.

2 respostas para PROCEDIMENTO CIRÚRGICO …

  1. A.C.Ferrari disse:

    Então, permita a seus leitores somar positivismo neste dia… obrigado pelo “jovens leitores” e saiba que está nas nossas preces. Gambatte kudasai. “tamo junto”. Abraço. Ferrari.

  2. Caro amigo Sr Jura; O mesmo “chefe e professor da equipe cirurgica”, que o assistiu nas intervenções passadas, certamente estará com você. E tudo sairá igual, ou melhor ainda.
    Estarei orando por vc. Grande abraço…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s