VISITANTES…

Segunda feira, 10 de abril de 2017, me decidi falar de nossos visitantes aqui no Lar dos Idosos. Bastante numerosos neste último fim de semana ‘passearam” por nossas dependências, alunos de cursos de técnica de enfermagem, e ou cuidadores de idosos, ávidos de entender este nosso mundo e dele obter mais créditos nas carreiras que buscam abraçar.  Mais tarde, um extenso grupo de jovens universitários de diversos cursos da PUC-PR, desfilaram sua curiosidade por nossos corredores e alas, em reconhecimento do território onde virão prestar serviços comunitários em horários posteriormente agendados, serviços esses incluídos na grade curricular daquela Universidade.

Também figuraram coloridos, em sua roupagem de “guerra”, integrantes do Instituto História Viva, tradicionais “traficantes” de nossas estórias…

Explico:  Eles, em grupos, nos visitam munidos de seus ouvidos e blocos de anotações.   Escutam as nossas estórias de vida, levam-nas para seu “quartel” onde as revestem com toques de simplicidade e encantamento para que sejam entendidas e sentidas por crianças viventes em Casas de Apoio.   As crianças, “receptadores da muamba traficada” ouvirão e sentirão as novas e encantadas versões docemente narradas, após o que serão convidadas a esboçar um desenho rústico referente a estorinha ouvida.

Como “grand finale” O idoso que contou o “causo” recebe nova visita do História Viva com sua estória recontada e o tosco desenho que a criança produziu é oferecido como presente.  Detalhe:  A criança escreve uma dedicatória em nome do idoso contador que, invariavelmente, sente-se feliz por ser lembrado… sente-se feliz por existir!

Na verdade, o Instituto História Viva  e eu, vivemos um idílio de cerca de sete anos. A criadora, dirigente e propagadora do esquema é a Roseli Bassi já referenciada por mim em prosa e vídeo. A gravação que fizemos de um convite meu, em vídeo, para que pessoas conheçam e se “apresentem” à instituição para “fazerem pessoas felizes”, tornou-me uma espécie de “idoso propaganda”. Afinal eu concluo dizendo a todos que ‘”É FÁCIL, FÁCIL, FÁCIL, aceitar e incluir-se à proposta.

Então, voltando aos últimos visitantes a que me referi acima, eles pertencem a uma casta de novos “soldados” do História Viva. Eu não os conhecia ainda, no entanto fui identificado por eles como sendo o cara do vídeo. Um deles chegou a me atirar na cara um “estou aqui por causa daquilo”..  Caraca!  Estou  com 80 anos, portando uma necessidade imensa de não me sentir inútil e de realizar ou ser responsável por pequenos atos que me confiram créditos no outono da vida! Valeu, valeu muito!

Conversamos bastante… Pude me esbaldar  ao falar na crença que carrego de que temos uma espiritualidade a cuidar e de que a empatia, em seu bom uso, torna-se fundamental no entendimento entre nós seres do Criador e fórmula eficiente para obtermos àqueles créditos em qualquer das estações do ano.   Apareçam e compareçam, senhoras e senhores …

… VISITANTES

Esse post foi publicado em CRÕNICAS DE UM IDOSO. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s