VILÕES…

 Domingo, 11 de junho de 2017.  Olha o frio aí, minha gente… Tudo bem e aceitável afinal estamos em Curitiba — O negócio é tomar um chá quente (pinga, nem pensar pois sou um idoso comportado) e partir para assistir um filmezinho, em baixo das cobertas – ou o leitor pensa que por estar aposentado já com oitentinha, pude esquecer o prazer juvenil de assistir as tramas e embates com heróis e VILÕES dos cinemas.

John Wayne

O ÚLTIMO PISTOLEIRO

Lembrei de falar nisso hoje porque ao garimpar um tema na Internet descobri  que nesta data, em 1979 morria aos 72 anos de idade um ídolo de minha mocidade  John Waine, ator de um sem número de filmes – do faroeste, de muitos dramas de guerra aos policiais – protagonizando geralmente o herói no combate aos VILÕES – fui a muitas matinês para ver nosso – pistoleiro, xerife, delegado ou coronel — impondo sua coragem e galhardia. — Nos dramas românticos figurava como galanteador inveterado… a molecada vibrava com suas interpretações marcantes.

Bem, mas para que servem as séries Netflix da Internet senão para satisfazer as necessidades do velhinho aqui? – Agora mesmo estou revendo “House of Cards” (saiu a quinta temporada).– série que leva-nos a ver que uma produção Norte Americana pode conter narrativas de atos de corrupção e propinas entre gabinetes do presidente, congressistas, lobistas e  financistas, lá dos States – cheios de VILÕES como os que povoam a nossa Pindorama, aqui.

Apesar do que, para saber de vilanias como as reveladas em filmes, posso ficar mesmo assistindo nossos jornais televisivos e tentar acompanhar e até entender o que vem acontecendo com o mundo e, principalmente, com esse nosso Brasil dos anos 2000.  O dicionário nos diz sucintamente o significado da palavra – vilão é alguém que pratica atos indignos – Aí resta-nos  — em termos de assuntos e personagens políticos — sair desesperadamente em busca de quem não o é.

Sérgio MoroTemos aqui o nosso próprio “herói” na figura do Juiz Sérgio Moro que vem desencadeando uma cruzada no sentido de fazer-nos conhecer bem de perto alguns VILÕES do nosso quadro político e social. — Nomes, cargos e funções desses atores sociais são constantemente revelados junto com seus atos falhos de caráter cívico – Revelações que nos deixam espantados e até revoltados por haverem há tanto tempo sido omitidas de nosso conhecimento e serem a causa dos inúmeros desconfortos por que temos passado.

Em um momento de folga sua viagem a Portugal ele (nosso juiz)  concedeu uma entrevista ao Portal Português Terra, e entre os assuntos abordados, destacou-se o tão decantado tema, Ditadura Militar, aqui no Brasil. Em tom bem humorado ele chegou a fazer uma brincadeira: veja detalhes abaixo:

nos não podíamos criticar ou falar mal de políticos; —  Podíamos paquerar a moça bonita sem correr o risco de ser processado por crime de assédio sexual, mas não podíamos criticar ou falar mal de políticos; — Podíamos cortar a goiabeira do quintal, infestada de taturanas, sem que isso constituísse crime ambiental, mas não podíamos criticar ou falar mal de políticos; — Podíamos ir a qualquer bar ou boate em qualquer bairro da cidade, de carro, de ônibus, de bicicleta ou a pé, sem nenhum medo de sermos assaltados, sequestrados ou assassinados, mas não podíamos criticar ou falar mal de políticos; — E hoje o que nos restou é que podemos criticar ou falar mal de políticos. 

Era tudo isso mesmo e mais… Um pai conseguia sustentar a família com um Salário Mínimo. — Não tinha luxo mas fome não passava. e podíamos trabalhar desde criança sem que fosse trabalho escravo. – As famílias viviam em paz dentro dos seus lares pois praticavam o Cristianismo – Os filhos pediam benção e respeitavam os mais velhos, assim como os professores e nas escolas cantavam o Hino Nacional e faziam orações antes de começarem as aulas. – Também naquelas épocas as cadeias estavam quase vazias e os jovens trabalhavam e não ficavam usando drogas e planejando crimes – Deus era o primeiro pensamento antes de qualquer decisão. –Parece que era bom, que coisa hein ! Finaliza Moro em tom de descontração. — Apesar da brincadeira as palavras de Moro parecem fazer sentido a alguma necessidade sobre a dura realidade brasileira, destaca o Portal Português de Notícias !.

FONTE Terra Portugal. – Entrevista Sérgio Moro

Fazer o que, não é meus leitores. Entrego tudo isso à reflexão de vocês. Quanto a mim, sabem, Sinto-me tranquilo aqui no Lar e com a minha idade, uma vez que acredito piamente – e isso me basta — que meus dois filhos únicos, assim como eu mesmo, por nossas ações parecemos não nos enquadrar na categoria de …

VILÕES

 

Esse post foi publicado em CRÕNICAS DE UM IDOSO. Bookmark o link permanente.

2 respostas para VILÕES…

  1. Pedro Monçores disse:

    Cada povo tem os governantes que merecem. Será que eles realmente não nos representam? Mais reflexões!!!

  2. Concordo com Dico!!! Aproveito a oportunidade mano, pra entre um filme e outro, sugerir que você assista uma palestra de Vitor Antenorrii Rossi, cujo título é Por que nascemos no Brasil?
    Pelo you tube

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s