NÃO SOMOS IMORTAIS…

30 de setembro de 2018… Árvores ainda despidas das folhas pela ação de um extinto outono já começam a exibir os primeiros sinais de incipiente folhagem primaveril. Nos quintais e interiores das casas e apartamentos, peludos e bem cuidados bichanos e caninos espreguiçam; nos campos pastam serenos equinos e bovinos enquanto nos jardins e matas, aves chilreiam e voam alegres.

Gatos, cães, potros, touros e pássaros não sabem mas, … vão morrer um dia, uma hora. Nós seres humanos sabemos, porém … preferimos esquecer e, lembrados, tornamos nossas preguiças, serenidades e alegria dos voos, extintas e abaladas. Pra que ou porque lembrar disso e esfregar em nossas caras que afinal …  NÃO SOMOS IMORTAIS.

Como estão carecas de saber estou velhusco, quase completando 82 anos e moro no Lar de Idosos Recanto Tarumã aqui em Curitiba e sei que também não desconhecem meu hábito de levar para a cama todas as noites livros para atrair meu sono ao som de boa música quase em surdina. Esta é a minha forma de demonstrar o meu amor e ternura pela obra de meu Criador. Solta o som. –==o0o==–

Desta feita, fui na Internet e baixei este “Best Seller”  de 2014  que tenho lido.

A corajosa narrativa de um médico que reconhece os limites da ciência e sabe de que modo ela pode nos proporcionar não apenas uma boa vida, mas também um bom fim.
MORTAISA medicina triunfou, transformou os perigos do parto, dos ferimentos e das doenças, antes atormentadores, em algo controlável. No entanto, no que diz respeito às inescapáveis realidades do envelhecimento e da morte, o que ela faz muitas vezes se contrapõe ao que deveria fazer.

Quando falam sobre a perspectiva da morte, médicos recorrem a falsas esperanças e a tratamentos que encurtam a vida em vez de trazer conforto. Por meio de uma pesquisa reveladora e de histórias comoventes tanto de pacientes quanto da própria família, Gawande revela suas limitações. De maneira provocadora e honesta, Mortais reflete sobre o caminho que devemos percorrer para lidar sabiamente com a nossa própria finitude.

–==o0o==–

Já saboreei grande parte das 264 páginas dessa leitura, indo e vindo pelos parágrafos, narrativas e testemunhos esquecendo-me que, tendo a idade que tenho, o mais apropriado seria consumir amenidades literárias ou descrições de narrativas de cunho religioso … enquanto a morte não se apresenta.

Sugiro a cada um de vocês meus seguidores, que leiam o livro ou entrem em um site como por exemplo o da Amazon.com. Ali, encomendem, adquiram e o presenteie a alguém jovem ou maduro que goste de ler e que vivencie cuidados e atendimentos a idosos. Afinal, estamos às vésperas de uma eleição que se afigura extremamente “brochante” para todos nós, brasileiros e a leitura poderá “erguer” nossos ânimos e esperanças.

Sua leitura para mim tem sido densa e não tensa. Têm me feito bem mergulhar nesta causa que é a realidade de todos nós viventes e assistentes. Não podemos nos deixar abater e esmorecer ao vivenciar ou assistir a finitude da vida de gente como nós mesmo, posto que decididamente…

NÃO SOMOS IMORTAIS.

Esse post foi publicado em CRÕNICAS DE UM IDOSO. Bookmark o link permanente.

Uma resposta para NÃO SOMOS IMORTAIS…

  1. Zelia disse:

    Em se tratando do corpo que usamos, eu concordo mano Jura…..
    Sou mortais!
    Mas ter a certeza que somos Espíritos Imortais faz toda uma diferença….

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s