PANORÂMICA…

PIC_0853Domingo 10 de fevereiro de 2019.  Acordei hoje em outro quarto, com visão diferenciada através da janela. Lembram que andei falando em revitalização do nosso Lar, numa crônica anterior (PAREDES, se não me engano), contei naquela ocasião que seríamos removidos provisoriamente de quartos e alas para possibilitar os processos de reforma.

PIC_0851Houve outra ocasião em que estive temporariamente alojado fora do meu quarto “oficial”. Foi há cerca de 2 anos (2017). quando necessitei de cuidados especiais na recuperação da cirurgia de retirada de uma prótese de quadril, tomada por nociva bactéria. Fui alojado no Centro de Atendimentos Especiais (CAE), bem ao lado de uma outra janela que se projeta para os fundos desse nosso Lar.

Ao chegar à porta do atual aposento, vi-me de frente com extenso corredor (cerca de uns duzentos metros), corredor este que atua como autêntica espinha dorsal da edificação, ligando os extremos desse nosso Lar, como podem ver assinalado na foto, mais abaixo, extraída do Google Maps.

As duas janelas assim instaladas em aposentos ocupados por mim em diferentes épocas e situações, levaram-me a  trazer para a crônica de agora uma (quem sabe,  talvez) tola reflexão sobre minha estada neste Lar. Decidi discorrer por sobre a ilustração desta PANORÂMICA do Recanto Tarumã

PanoramicaAté aqui venho publicando crônicas falando intensamente da gente que me cerca, me assiste e me visita aqui dentro desses muros além dos demais, que fora deles, observo através do noticiário e da Internet. Mas, aqui dentro sinto tudo muito mágico. O espaço que nos é disponibilizado é amplo e arejado e eu posso sentir com frequência a existência de fluidos energéticos positivos.

Tenho a certeza de que as forças divinas, têm uma preocupação constante em resguardar os espaços ocupados por instituições que atendem crianças, idosos e enfermos em geral e a negatividade espiritual, quando se apresenta, têm suas atividades maléficas neutralizadas, digamos… “automaticamente” pelo Bem.

Não sei, talvez eu esteja tomado por minha necessidade de auto depuração que me foi inseminada desde a infância e onde a ideia geral é a de que “amai o próximo como a si mesmo”, é mais do que um simples ditame religioso. Se eu sou importante por conduzir a centelha do meu Criador, então preciso respeitar e considerar a mesma importância nas outras Suas criaturas.

Nesta semana, a Caixa renovou a validade do meu cartão de crédito para até o mês de outubro de 2024. Querem saber? Vou tentar honrar meus aprendizados de espiritualidade por pelo menos mais 5 anos transitando por aqui por este espaço descortinado nesta minha…

PANORÂMICA.

Esse post foi publicado em CRÕNICAS DE UM IDOSO. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s