BOM PIÁ…

Domingo, 31 de março de 2019.  Fazem 33 anos e 31 dias desde o primeiro de março de 1986 em que desembarquei na rodoviária de Curitiba, com toda a família no intuito de ficar e adotar… ou ser adotados, pela cidade que esta semana completou 326 anos de sua fundação.

Agora estou morando neste Lar de Idosos (82 anos) e enquanto escutava – antes de dormir neste sábado — uma música de 1980 — cantada por Elis Regina (“AlôAlô Marciano“, Rita Lee / Roberto de Carvalho) — senti-me inspirado para o “post” de hoje.

Para quem não sabe me tornei um blogueiro, velho metido a cronista… meio ladrão que no momento ensaia o meio furto de uma estória que envolve dois jovens cidadãos locais que nem conheço pessoalmente. (por favor aceitem minhas desculpas).

  • Maria Luiza Piccoli, uma linda mulher, competente e famosa articulista e Caçadora de Notícias da Tribuna do Paraná, e
  • Guilherme da Rocha Reghini, segurança de Shopping com 20 anos de idade conhecido pelos colegas como “menino maluquinho”, mas na realidade, o que aqui em Curitiba conhecemos como BOM PIÁ.

O objeto do furto foi o trecho de narrativa da jovem, postado na Internet com a data de 29 de março de 2019 (data de aniversário da cidade), seguinte:

Funcionário da segurança do Shopping Curitiba há dois anos e meio, Guilherme é um rapaz calmo. O típico “piá bom”. “Muita gente relaciona o meu trabalho à truculência e, realmente, tem uns e outros. Mas eu não sou assim”, conta. Acostumado a uma rotina puxada, que começa às 5h30 da manhã, o jovem vem à Curitiba todos os dias de ônibus, partindo do município de Araucária onde mora, na Região Metropolitana, acompanhado de sua esposa que também trabalha no shopping. É à ela, aliás, que Guilherme atribui boa parte de sua personalidade. “Ela me ensinou muitas coisas. Boa parte do meu caráter e da forma com que trato os outros vem dela”, revelou o jovem, que viveu boa parte da infância na Cidade Industrial (CIC), onde sua mãe trabalhou por muito tempo como professora para crianças portadoras de necessidades especiais. Daí a familiaridade com o tratamento especial, necessário aos portadores de autismo.

Meus leitores vocês sabem que eu amo Curitiba, onde foram nascidas todas as minhas netas e neto, e do desvelo que dedico ao dar meu testemunho ao trabalho dessa gente maravilhosa aqui no Lar de Idosos Recanto do Tarumã. Gente que nos assiste, atende e cuida profissionalmente, voluntariamente, ou apenas em constantes visitas.

A probabilidade de tal notícia a respeito do Guilherme o BOM PIÁ, ser capturada por Maria Luiza e divulgada pela Internet seria provavelmente nula se estivéssemos em outra cidade, isto é o que eu reputo.

Vocês devem ter tomado conhecimento do caso, afinal, viralizou nas redes: O cara confrontou o regulamento que proíbe a entrada e permanência de animais em praças de alimentação e indicou um espaço em um cantinho para que mãe e filho autista com seu cãozinho utilizassem e permanecessem no shopping.

Acompanhem comigo: rapaz calmo, que chega ao trabalha de ônibus oriundo dos limites da região metropolitana em companhia da esposa a quem responsabiliza com toda a humildade, por seu caráter e bom relacionamento social. Sendo segurança em um shopping… infância humilde… só mesmo em Curitiba!

Os autores e a intérprete da música de fundo que inspirou esta crônica, estavam solicitando ajuda extraterrestre, porque o homem filho da classe média alta, sempre chega de automóvel (ou helicóptero), agitado e geralmente desrespeita a mulher (possivelmente separado) é político ou advogado corrupto ou ainda, empresário corruptor. Ele geralmente é egocêntrico e ambicioso, além de mau caráter. Esteve na escola e universidade, mas… não foi bem-educado.

Torna-se difícil encontrar entre eles um…

BOM PIÁ.

Esse post foi publicado em CRÕNICAS DE UM IDOSO. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s