AMOR PLATÔNICO…

Terça-feira 03 de setembro de 2019. Em busca de explicações sobre o que anda acontecendo comigo ultimamente, principalmente no terreno sentimental, procedi certas elucubrações por sobre o amor feminino e eu. Confesso-me apaixonado pela maravilhosa obra de DEUS na criação da mulher.

Minha mãe, depois minhas tias, irmãs, primas, madrasta… eu as acompanhei nas relações, nos cuidados e atenções a mim e aos seus parceiros, companheiros e dependentes. Sim, a dependência do homem a essas criaturas de DEUS é inegável. E eu, novamente eu, passei estes 82 anos de vida colhendo os amores e os dissabores dessa minha dependência maravilhosa.

Agora sinto falta da aparência, da segurança e do equipamento que utilizava para a colheita, principalmente dos amores e descobri – com a ajuda da internet – o tal do AMOR PLATÔNICO:

Amor platônico é qualquer tipo de relação afetuosa ou idealizada em que se abstrai o elemento sexual, por vários gêneros diferentes, como em um caso de amizade pura, entre duas pessoas. Amor platônico também pode ser um amor impossível, difícil ou que não é correspondido.

Em minha última postagem O QUE É O QUE É, citei o seguinte:

“Pois é, o cara não dorme pensando nas bobagens que anda fazendo e escrevendo por aí pelos Facebooks da vida. Imaginem que o ancião, totalmente deslumbrado com a beleza, a doçura e o ímpeto da juventude ao redor, andou se intrometendo em searas alheias dominantes lá fora dos muros deste Lar onde se asila.

Só para fazer ideia, compôs poeminhas maliciosos falando de uma Maria que amava o Próximo e mais uma série de pitacos e considerações – também cheios de malícia – em torno do imaginado romance. “

Na verdade,  gente a Maria vinha sendo o amor platônico que eu estava cultivando e não percebia. Só para fazerem ideia, observem o “diálogo” na rede na manhã da sexta-feira passada (09/09), sintam só:

[07:48, 30/08/2019] Eu: MEU BOM DIA A ESSE CASALZINHO DE MARAVILHOSOS JOVENS TATUADOS E AMADOS… MORRO DE INVEJA DESSA JUVENTUDE LIBERTA E FELIZ…

[09:32, 30/08/2019] Maria: Bom dia senhor Jurandir

[09:33, 30/08/2019] Maria: Não precisa ter inveja, apenas respeitar

[19:47, 30/08/2019] Maria: Boa noite senhor Jurandir, hoje pela tarde vi umas postagens suas na minha linha do tempo, e sinceramente fiquei de cara, passando pra avisar que está  bloqueado do meu Facebook.

[19:48, 30/08/2019] Maria: E por favor enquanto eu estiver trabalhando não misture minha vida pessoal amorosa com o profissionalismo! Obrigada

 

macaco“KABROOM” a porrada foi tão bem dada que eu do alta da minha jaqueira, vacilei e iniciei uma desabalada descida jabuticabeira abaixo. Graças a nossa descendência com os símios, fui batendo coma as quatro mãos nos ramos e, finalmente com a cauda enrolada num galho, suspenso evitei me espatifar no solo.

MariziaDesolado acreditei que tudo havia acabado pra mim. Foi então que, pela segunda vez consecutiva a Marizia, antes do início do plantão noturno de ontem veio me fazer uma visita e dar um abraço de boa noite. Aproveitou e me mostrou a foto de sua filha que estava de viagem para Floripa para o curso de um trabalho bem promissor.

Pensei que talvez com ela – embora sua filha tenha a idade da Maria – eu possa encetar novo envolvimento em outro…

AMOR PLATÔNICO.

Esse post foi publicado em CRÕNICAS DE UM IDOSO. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s