DEPENDÊNCIA E VIDA…

Sábado, 07 de setembro de 2019. Neste dia, há 187 anos (1822) o príncipe regente do Brasil, Pedro de Alcântara emitiu o brado de “Independência ou Morte” que se notabilizou e vem se perpetuando – desde minha mais tenra infância, nos bancos escolares – como um grito de independência de brasileiros.

Acontece meus leitores que hoje quase aos 83 anos, atento aos acontecimentos e pessoas em meu entorno, estou decidido a bradar “DEPENDÊNCIA E VIDA”, com o propósito de torná-lo um grito de independência de brasileiros… Dirão vocês, irônico, paradoxal e contraditório, mas a idosa idade justifica, ou não?

 

Nas fotos acima (podem clicar em cima para ampliá-las)  mostro a casa onde moro – uma ILPI, (Instituição de Longa Permanência para Idosos) –  há 11 anos, tempo mais que suficiente para estar “ligado” ao fato de que quaisquer ações que se processem no sentido de oferecer às pessoas idosas a oportunidade de depender de outras para melhor viver, são altamente libertadoras.

. Os familiares desses idosos, quedam-se tranquilos, sabendo-os assistidos;
. Os profissionais administrativos, médico e terapeutas especializados nestas lidas, sentem-se recompensados pelos esforços e estudos feitos;
. A gente que trabalha nas nobres tarefas de cozinhar, lavar roupas, arrumar e manter limpos e asseados seus locais de estada e permanência, cresce na atividade;
. O pessoal veterano em enfermagem e cuidados com idosos, se realiza;
. Jovens estagiários(as), recém-formados(as) ou em formação nos seus cursos de técnicas em enfermagem, exultam com as novas práticas e conhecimento;
. Os grupos de gente solidária, que visitam ou frequentam, às instituições, saem das visitas de bem consigo mesmo;
. Os moradores residentes e assistidos sentem-se seguros e amados e, finalmente…
. A sociedade como um todo, sente-se feliz por saber que o cuidado com o bem-estar dos idosos está acontecendo.

Uma vez que todos saem ganhando – então pessoal – vamos lutar para que Instituições assim se propaguem para serem utilizadas em todas as classes sociais e não só para os idosos considerados sob vulnerabilidade social.

Apurem-se critérios para que as normas de constituição e  manutenção delas – públicas ou particulares –  sejam adaptadas para cobrir e  servir a todos os idosos que vêm sofrendo violenta “concorrência do Google”, na disseminação dos conhecimentos e experiências que cada um reuniu por toda uma vida.

Que todos os idosos possam usufruir e espargir as graças da…

DEPENDÊNCIA E VIDA

Esse post foi publicado em CRÕNICAS DE UM IDOSO. Bookmark o link permanente.

2 respostas para DEPENDÊNCIA E VIDA…

  1. AMEI, DOIDAMENTE POR HAVER RELIDO ESTE POST NA COMPANHIA DO PÚBLICO, AO FINAL DE UMA PALESTRA MINHA, EM UM CONGRESSO QUE DEBATIA ALZHEIMER E NEUROPSIQUIATRIA GERIÁTRICA, NA CIDADE DE SÃO PAULO, EM OUTUBRO DE 2019.
    DEUS POR NÓS SEJA LOUVADO!

  2. Republicou isso em Espaço de Jurandyre comentado:

    Segunda-feira, 07 de setembro de 2020. Feriado da Independência. Ano passado recaiu em um domingo… Ano passado não eramos ainda reféns do COVID 19… Ano passado pubiquei este texto…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s