SINTO DÚVIDAS..

Domingo, 10 de novembro de 2019. Em que acreditar? Vivenciamos uma época de incertezas sobre o que é certo, correto ou coisas assim. Então entregamos tais incertezas a julgamentos de autoridades no assunto questionado, sejam eles (os assuntos) quais forem. É exatamente aí que SINTO DÚVIDAS.

voto de minervaNa semana que se encerrou, a notícia propagada com maior impactância, pela mídia foi a de uma decisão de nosso Supremo Tribunal Federal (STF) acerca de uma questão de extrema relevância política e social. Dez ministros  pelo placar de 5 x 5  com o direito ao voto de Minerva do seu presidente, decidiram procrastinar a prisão de condenados julgados em segunda instância. Não fossem todos eles magistrados de ilibada conduta e, do contrário, astros e apresentadores de TV em busca de novas audiências (mais grana),  eu ousaria acreditar em uma espécie de armação.

Como sabem, detesto trocadilhos infames, mas isso “me enerva” e aí — se eu levar em consideração que na Internet, o termo Ser Supremo ou O Começo é frequentemente definido simplesmente como Deus, e é utilizado com este significado por teólogos de diversas religiões — então prefiro seguir o exemplo melódico de Roberto Carlos.

Traduzindo para minha linguagem de bananeiro, como dizia meu avô, cidadãos presos após terem sido julgados culpados, por tribunais duas vezes, deverão ser postos em liberdade, para aguardar novos julgamentos. O ex-presidente Lula poderá voltar a conduzir a massa, nas lutas contra o poder constituído. Outros ladrões, criminosos, violentadores e cidadãos de mau caráter poderão tranquilamente tornar às suas atividades costumeiras.

Se o “provisoriamente” anistiado tiver acima de sessenta anos poderá conseguir através de um ministério público qualquer, vaga para se internar em uma ILPI (Instituição de Longa Permanência de Idosos) e ali sem nenhum  custo comer, dormir, poder entrar e sair, além de ser assistido por equipes médicas, com direito a se debruçar sobre as meninas da enfermagem e cuidadoras e dar exemplos dessas práticas aos antigos moradores.

Sei não, quero acreditar na lisura e confiabilidade dos órgãos oficiais de nossa justiça mas, por vezes…

SINTO DÚVIDAS.

Esse post foi publicado em Sem categoria. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s