SINTO-ME SOLIDÁRIO…

Terça feira, 12 de novembro de 2019. Tenho dito profusamente aqui da minha admiração e agradecimento pelas pessoas que atuam ao nosso redor, aqui no Lar dos Idosos Recanto Tarumã. Uma instituição que acolhe exclusivamente homens idosos e, que não obstante conta com uma expressiva maioria de moças e senhoras, cerca de 85 a 90 por cento, cuidando da coisa toda.

Maravilhado, observo detidamente por todos esses onze anos aqui residindo o comportamento dessa massa feminina. Sabem tudo sobre condições e comportamentos de machos velhos. Manias, debilidades e reclamações em profusão são sentidas e acolhidas o tempo todo por essas heroínas.

 

 

Então eu passo a imaginar, como serão os homens – geralmente mais jovens que nós – que partilham suas vidas domésticas aí fora dos muros nas condições de seus pais, padrastos, irmãos, maridos, parceiros, companheiros e namorados e SINTO-ME SOLIDÁRIO, com cada um deles.

Logo de cara, imagino que se o indivíduo, for de bom senso e competente para se manter ao seu lado até atingir a velhice, vai ser contemplado com a mais preciosa companhia que um idoso pode e precisa ter nessa vida. Como já disse, experiência em enfrentar e entender manias, debilidades e reclamações, cada uma delas carrega de sobra.

Quanto aos parceiros conjugais, eu sugeriria que não tentassem fazer prevalecer, no processo de relacionamento com elas a supremacia da força e potência masculina, pois elas conhecem exatamente o resultado da falência desses requisitos na estrutura física do homem de idade ou seja, sabem que o “poder” não poderá ser mantido e que elas vão apenas aproveitar-se dele e gozá-lo,  enquanto lhe aprouver e quiser.

Asseguro aos “proprietários desse  poderio” que se não conseguirem acompanhá-los com uma semeadura moral adequada, dificilmente vão conseguir colheitas proveitosas no relacionamento futuro e, muito menos o respeito de suas parceiras e filhos.

Tenho percebido que elas, pela fibra que aparentam,  muito embora adorem se doar não são, nem estarão, dispostas a suportar abusos. Pode crer, meu ilustre desconhecido que com você…

SINTO-ME SOLIDÁRIO.

Esse post foi publicado em CRÕNICAS DE UM IDOSO. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s