SINTO-ME DEPENDENTE…

Quarta-feira 01 de janeiro de 2020. Primeiro dia de um primeiro ano de uma primeira década em que estou vivendo com cada um de vocês meus irmãos e irmãs, uma vez que somos todos filhos de um mesmo CRIADOR. Vocês não fazem ideia de como, em relação a cada um de vocês, SINTO-ME DEPENDENTE. Seja atualmente, em épocas passadas ou talvez, acredito, futuramente.

Por favor espero que ouçam esta súplica que lhes faço, clonando a voz e a autoria do Rei Roberto Carlos:

Um hino fabuloso que espero que não o ignores. Numa crônica que pude postar em setembro, acho que acabei por manifestar o como me sinto aqui neste Lar de Idosos… vamos rever uma parte da postagem?

“...Nas fotos acima mostro a Casa onde moro com pessoas como estas – uma ILPI, (Instituição de Longa Permanência para Idosos) –  há 11 anos, tempo mais que suficiente para estar “ligado” ao fato de que quaisquer ações que se processem no sentido de oferecer às pessoas idosas a oportunidade de depender de outras para melhor viver, são altamente libertadoras.

. Os familiares desses idosos, quedam-se tranquilos, sabendo-os assistidos;
. Os profissionais administrativos, médico e terapeutas especializados nestas lidas, sentem-se recompensados pelos esforços e estudos feitos;
. A gente que trabalha nas nobres tarefas de cozinhar, lavar roupas, arrumar e manter limpos e asseados seus locais de estada e permanência, cresce na atividade;
. O pessoal veterano em enfermagem e cuidados com idosos, se realiza;
. Jovens estagiários(as), recém-formados(as) ou em formação nos seus cursos de técnicas em enfermagem, exultam com as novas práticas e conhecimento;
. Os grupos de gente solidária, que visitam ou frequentam, às instituições, saem das visitas de bem consigo mesmo;
. Os moradores residentes e assistidos sentem-se seguros e amados e, finalmente…
. A sociedade como um todo, sente-se feliz por saber que o cuidado com o bem-estar dos idosos está acontecendo.

Uma vez que todos saem ganhando – então pessoal – vamos lutar para que Instituições assim se propaguem para serem utilizadas em todas as classes sociais e não só para os idosos considerados sob vulnerabilidade social.

Apurem-se critérios para que as normas de constituição e  manutenção delas – públicas ou particulares –  sejam adaptadas para cobrir e  servir a todos os idosos que vêm sofrendo violenta “concorrência do Google”, na disseminação dos conhecimentos e experiências que cada um reuniu por toda uma vida.

Que todos os idosos possam usufruir e espargir as graças da…DEPENDÊNCIA E VIDA”

Pois é, meus leitores… é por tudo isso é que …

SINTO-ME DEPENDENTE.

Esse post foi publicado em CRÕNICAS DE UM IDOSO. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s