SINTO-ME LABORANDO…

Sexta-feira, 24 de janeiro de 2020. O que se deve esperar de um senhor de 83 anos que mora em em uma instituição de abrigo a idosos? A resposta mais provável é a de que o coroa esteja completamente submerso em uma zona de conforto,  cercado de gente totalmente dedicada a servi-lo, cuidá-lo e assisti-lo… Recuso-me a aceitar a pecha.

Quero, preciso, fazer algo, me entregar a algum tipo de ação e laborar em prol de uma causa, um proposta, qualquer que seja. Tendo um “laboratório” só preciso de um pouco de música para falar a respeito de como SINTO-ME LABORANDO.
Solte-se o som e exiba-se o tal laboratório:
Laboratório

Aí estão reunidos os dispositivos que, em cima e em torno  da minha escrivaninha,   permitem que eu aja… que faça acontecer alguma coisa… que eu labore.  À sua frente dá para notarmos detalhes da cadeira de rodas e do andador que utilizo para me transpor da cama para a cadeira, e sobre ela vemos notebook (com meu boné em cima), impressora, minigeladeira (afinal, ninguém é de ferro) e a TV que também serve de tela para o computador… e claro a bagulhada accesória…

Que faço eu com tudo isso? Produzo meu blog “Crônicas de Um Idoso“, este mesmo que você deve estar desfrutando agora. A tela da TV me provê de noticiários, novelas e séries da Netflix e, como não podia deixar de ser as imagens, sons, e postagens que o povo da Internet solta facebooks afora…

Mas não satisfeito, recolho o que vejo e o que eu ouço, nos corredores, quartos, salões e banheiros do Lar; processo e – após submeter a autocensura e auto escolha – incluo em comentários que permeio nas crônicas. Já viu, se der “caca”, torno-me responsável e assumo.

Agindo dessa maneira, evito estar usando meu tempo livre, para em nome de um “amadurecimento questionável” assediar funcionários fixos e temporários ou visitantes que aqui exercem trabalhos voluntários, usando e abusando da minha “proteção” cedida pelo Estatuto do Idoso.
Obs. (Como já expus neste blog a maioria absoluta dessa gente que nos assiste é composta de respeitáveis mocinhas  e senhoras).

Com essa tentativa de fazer sobressair a importância da existência de instituições como esta nossa, bem como exaltar a virtude dessa gente que vêm aqui para assistir e dar amor a “VERDADEIROS IDOSOS” é que…

SINTO-ME LABORANDO.

Esse post foi publicado em CRÕNICAS DE UM IDOSO. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s