SINTO-ME INDECISO…

Quinta-feira, 30 de abril de 2020. Aos 83 anos de idade, morando e vivendo em um Lar de Idosos, em plena crise endêmica que assola todo o planeta, sinto a necessidade de me achar e encontrar quem realmente sou, ou estou sendo. Gosto muito de música , poesia e sou adepto do culto da importância e do poder da espiritualidade. Cliquem nas fotos…

A indecisão que me invade nestes últimos tempos de vida (mais ou menos os doze anos que se instalaram aos setenta),  se prende ao fato de eu ainda não ter conseguido precisar se tenho sido um velho remoçado, mais que um moço envelhecido.

Aí, me deparo com uma canção composta em 1977, gosto da melodia, examino o conteúdo da letra e tenho vontade de ouvi-la, cantá-la e sentir-me identificado.

Em meu entorno orbitam outros seres de idade avançada, sendo assistidos, cuidados e amados por gente jovem. Infelizmente percebo que a maioria desses macróbios, sente dificuldade em perceber e agradecer à Criação, a grandeza desses gestos de atenção.

Para essa gente jovem (maioria absoluta do gênero feminino), o que realizam, é divinamente importante para a boa gestão de sua própria espiritualidade e eu, me sinto igualmente importante, por ter a oportunidade de estar sendo um dos objetos, desta sua conquista.

Mas, … tenho sido eu, um “velho moço” ou tão somente um “moço velho“…

SINTO-ME INDECISO

Esse post foi publicado em CRÕNICAS DE UM IDOSO. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s