NÃO SOU UM ESTRANHO…

Domingo, 19 de julho de 2020. Em janeiro de 2009 apenas quatro meses após haver ingressado neste meu  Lar de Idosos Recanto do Tarumã, em crônica publicada neste blog, me questionei acerca da minha presença aqui. Reportando-me,  lembro ter informado àquela ocasião que:

A instituição Sociedade Socorro aos Necessitados, fundada em 1921 é a mantenedora daqui do Lar dos Idosos e de uma creche no centro de Curitiba. Clara a dedução, se tem 88 anos e ainda não se desintegrou é porque é séria. 

O Recanto é um maravilhoso lugar, lotado de maravilhosas pessoas dedicadas a servir uma plêiade de homens no crepúsculo de suas vidas. Desde o dia 22 de setembro estou aqui desfrutando de um universo nunca dantes imaginado por mim e, tenho certeza por nenhum de vocês, leitores.
Uma coisa é assistir matérias sensacionalistas nos veículos de comunicação exibindo imagens apocalípticas de asilos em que os residentes são trapos humanos ultrajados, vilipendiados e maltratados por desumanos carrascos, outra coisa é testemunhar o respeito que aqui é proporcionado àqueles que “ousaram viver tanto”. Coisas do Sul do Brasil, coisas de Curitiba! ”.

E mais ainda, relatei:

Sociopatas, indigentes e vítimas de acidentes clínicos que lhes subtraem movimentos e obliteram os sentidos da visão, audição ou embota-lhes a capacidade de comunicação oral, formam maioria absoluta nestas instituições”.

Então caberia a pergunta. O que o autor estaria  fazendo ao morar neste Lar? E eu teria creditado a resposta às explicações obtidas na doutrina que já professava há um bom número de anos: Forças emanadas de um poder superior me conduziram a esta escolha. Eu poderia, com meu livre arbítrio, tê-la negado,  no entanto, ao contrário, decidi aceitá-la e aqui me encontrava. 

225px-CuckoosNestAparentemente não me enquadrava na descrição dada acima para a maioria absoluta da população desta ILPI, o resultado é que me fazia parecer “um estranho no ninho”, parodiando uma premiada peça cinematográfica do final dos anos noventa. A partir daí, prossegui me justificando pela dúvida aventada,  me auto avaliando, dessa forma:

Tenho formação cultural e profissional eclética. Viajei por livros sobre os mais diversos assuntos do clássico ao popularesco e colecionei variados cursos profissionalizantes e técnicos que deram subsídios para trabalhar em indústria, comércio, serviços e instituições governamentais, isto até os 37 anos.
Há cerca de trinta e cinco anos e até recente época, vinha atuando ativamente nas funções de Analista de Sistemas, escorado num diploma de curso superior de Tecnólogo de Processamento de Dados, obtido na PUC-RJ.
Meu primeiro registro em Carteira de Trabalho, com tal função data de 06/05/1974 numa empresa de Crédito Imobiliário, no Rio de Janeiro.
Até parece a sinopse de informações para a montagem de um “Curriculum Vitae”, mas com isso quero denotar o quanto meu perfil difere daqueles que formam a maioria dos meus pares aqui no Recanto.
A conclusão é que eu, estando
aqui 24 horas por dia dividindo espaços, benefícios, dificuldades, tristezas e alegrias, obtive  uma revelação e, como disse a Assistente Social que administra a Casa, um desafio para mim e para todas as pessoas que vêm fazendo parte deste meu novo universo.

Na realidade tenho me saído bem. Praticando a humildade, o bom humor, a gentileza, o bom senso observador e, principalmente, a atenção aos atos e fatos em torno de mim, indispensáveis para o exercício da profissão de analista, tenho conquistado, junto a população e aos quadros funcionais e auxiliares, muitos mais afetos que desafetos.

Isto, decididamente me faz acreditar – baseado no discurso do eminente Doutor José Mário Tupiná Machado, responsável técnico da Instituição – que posso dar prosseguimento a minha meta de estar obtendo uma velhice digna, privilegiada e não doentia e,  aqui no Lar de Idosos, estar convicto de que, ainda que passados 11 anos… 

 …NÃO SOU UM ESTRANHO.

Esse post foi publicado em CRÕNICAS DE UM IDOSO. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s