Pollyanna…

Terça-feira, 10 de novembro de 2020… Que bom um “reblog” de oito anos, fazendo-me lembrar Polyana.

Espaço de Jurandyr

10 de novembro de 2012. Há quase 100 anos atrás, nos idos de 1913, um romance da autora Heleanor H. Porter gerou tamanho sucesso e notoriedade, a ponto de ser produzida mais uma dúzia de “continuações” das estórias da jovem  Pollyanna,  personagem  e título  da obra principal. Nos dias de hoje seria como um  “Harry Potter”  com um   tipo de “magia” mais pé no chão.

A filosofia de vida de Pollyanna é centrada no que ela chama “o Jogo do Contente”, uma atitude otimista que aprendeu com o pai. Esse jogo consiste em encontrar algo para se estar contente, em qualquer situação por que passemos. Isso se originou com um incidente num Natal, quando Pollyanna, que estava achando que ia ganhar uma linda boneca, acabou recebendo um par de muletas. Imediatamente, o pai de Pollyanna aplicou o jogo, dizendo a ela para ver somente o lado bom…

Ver o post original 337 mais palavras

Esse post foi publicado em CRÕNICAS DE UM IDOSO. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s