Meus Filhos

07Quase doze anos após, revejo esta postagem, bem como os comentários feitos e quedo-me agora espantado com os acontecimentos e desfecho desta dúzia de anos, e prazeirosamente os recordo: Clica aí em “ver o post original” e… NAMASTÊ!

 

Espaço de Jurandyr

Ver o post original

Publicado em CRÕNICAS DE UM IDOSO | Deixe um comentário

MOMENTOS…

olhoSábado, 23 de maio de 2020. Que bom e quanto oportuno, durante MOMENTOS difíceis, relembrar MOMENTOS outros, felizes e assim se auto-aplicar vacina contra tristeza e possível melancolia.

Espaço de Jurandyr

Domingo, 20 de Maio de 2018.  A manhã de hoje, mais fria que  ontem, meteorologistas, afirmam que, ainda assim, deverá ser ainda mais aquecida que a de amanhã quando os termômetros irão despencar, nos proporcionando uma gélida segunda feira… Isto é o trabalho do tempo sobre nós!

Serão novos MOMENTOS, de um inverno que se avizinha  para todos nós que povoamos este espaço limitado pelos muros do Lar dos Idosos Recanto Tarumã nesta – em verso e prosa – tão decantada  “Fria Curitiba”.

Chico Xavier nos informava:

thumb_person-chico-xavier.80x80_q95_box-102,61,886,844“É exatamente disso que a vida é feita, de MOMENTOS,  que temos que passar, bons ou ruins, para o nosso próprio aprendizado. E sem nunca esquecer do mais importante: Nada nessa vida é por acaso. Absolutamente nada. Por isso, temos que nos preocupar em fazer a nossa parte, da melhor forma possível. A vida nem sempre segue a nossa vontade, mas ela…

Ver o post original 258 mais palavras

Publicado em Sem categoria | Deixe um comentário

MEXENDO EM RAIZES…

01Quarta-feira, 20 de maio de 2020.  De quarentena e em plena pandemia, percorri este meu blog e acabei localizando uma postagem de maio de 2017 onde trouxe à lembrança assuntos estritamente familiares. Longo e talvez fastidioso, sugiro que deva ser preferencialmente relido apenas por alguns dos meus parentes curiosos e ou saudosistas.

O cara é muito pretensioso!!! Veio trazer aqui um verdadeiro tratado sobre o combate ao desespero… É só clicar em DESESPERAR NUNCA, para me apreciar…

MEXENDO EM RAÍZES.

Publicado em CRÕNICAS DE UM IDOSO | Deixe um comentário

MY AMERICAN DAUGHTER-IN-LAW…

Domingo, 17 de maio de 2020.  Naturalmente a maioria de vocês já conhece o site Geni.com, ele reúne e distribui informações entre familiares,e assim acaba se constituindo  uma espécie de árvore genealógica virtual. Hoje ao acessar meu correio dei de cara com mais uma das informações de Geni.

O site me prevenia de que hoje, um ramo muito importante da minha árvore genealógica, está de aniversário: “ Maria Cláudia Schischoff  Monçores, nascida aqui em Curitiba há 50 anos e agora, titular de uma dupla cidadania e vivência com seu marido e duas filhas nos Estados Unidos, mais precisamente na cidade de Fort Lauderdale no Estado da .Flórida

Por ser o seu marido — numa jornada de quase trinta anos — um dos meus dois filhos, e em consideração à dupla cidadania a que já me referi, improvisei o título desse texto com uma tradução duramente extraída da Internet (não esqueçam minha idade e despreparo).

Estou espalhando fotos (podem clicar em cima) dessa minha nora de fortíssimo temperamento e valor, uma vez que elas (as fotos) falam por si mesmas e, com elas, pretendo ilustrar o respeito e agradecimento que tenho pela atenção e carinho que ela proporciona às minhas queridas netas e filho.

Congratulations…

MY AMERICAN DAUGHTER-IN-LAW.

Publicado em CRÕNICAS DE UM IDOSO | Deixe um comentário

NÃO ME SINTO SOZINHO…

08Quinta feira 14 de maio de 2020. Houve época, um pouco sombria em minha vida, que afirmações como esta da publicação aí ao lado me deixavam bastante preocupado com o que poderia vir a ser meu futuro. No entanto, neste futuro que hoje vivencio, isto não tem acontecido comigo… NÃO ME SINTO SOZINHO!
Agora mesmo, revendo minha última postagem:  “SALVE O DIA DAS MÃES”, pude me aperceber de que tenho vivido cercado de pessoas que me fazem sentir VIVO.

É notável que vivendo uma época de rarefação de valores morais eu possa ter tido a sorte de encontrar tanta gente que faz doações de si própria em razão de pessoas como nós, idosos e… adora o que faz!

PIC_0707

A Patota Geral

Ou então são magníficas atrizes e atores a representar com belos sorrisos estampados na face,  os atos de atenção e cuidados para conosco, em revezamentos diários e noturnos de segunda a segunda, todos os meses de todos os anos… É maravilhoso… é divino!

Nem sempre têm seu desprendimento reconhecido mas, mesmo enfrentando as manifestações de egocentrismo de alguns de nós, não esmorecem, por isto…

NÃO ME SINTO SOZINHO.

 

Publicado em CRÕNICAS DE UM IDOSO, Sem categoria | Deixe um comentário

SALVE O DIA DAS MÃES…

Domingo, 10 de maio de 2020. O segundo deste mês de maio, temos então hoje uma data a festejar: SALVE O DIA DAS MÃES… Já disse aqui antes que, neste Lar de Idosos Recanto do Tarumã em que residimos somos em quase uma centena.

Quero crer que nenhum de nós abraçou ou presenteou pessoalmente a mãe hoje, pelo simples fato de elas já terem trocado de morada e passado desta, terrena para outra, espiritual. 

Nos tempos estressantes que vimos experimentando, bem que viria a calhar um “chamego” de mãe para amenizar as mutilações que o tempo e a idade nos impuseram, mas sinceramente, creio que as lembranças que levaram consigo, devem pairar sobre cada um de nós sob a forma representativa de energia cósmica e espiritual, usando-as apontadas para suas crias!!!

A propósito deste dia, na próxima terça (12) inicia-se a “Semana da Enfermagem de número 81” embarcada neste ano 2020 e pude colher um interessante trecho-saudação do Coren/PR  na Internet.

Que todas as mães tenham um domingo cheio de amor. Sintam-se abraçadas pelo Coren/PR nesta data tão especial. E aqui vai mais um “chamego”, agora para a Isabela, que está aí  na barriga da Thifany, e que deve chegar logo para a alegria de todos nós: bem-vinda Isabela, em nome do Coren/PR”. 

Eu saúdo toda essa gente! Dos meus 83, durante os últimos onze anos que moro aqui no Recanto aprendi a identificar — em cada uma das enfermeiras, auxiliares, técnicas de enfermagem e cuidadoras, mescladas ao pessoal da higienização, cozinha, lavanderia e terapeutas da Casa  as mães de todos nós,  quando velhotes indefesos e dependentes.

No meio de nós, também encontram-se alguns mais “inteiros” (uma meia dúzia) que sofre a síndrome do “padrasto de novela” e  que, com a falsa alegação de que as sustentam, as olham e tratam como enteadas que os devem agradar e conceder gentilezas mas, as danadinhas, espertamente os driblam e seguem isentas dos assédios, orientadas que foram para enfrentar tais comportamentos.

Todas essas mães que nos adotaram, usando seu livre arbítrio, aceitaram a escolha divina a elas ofertadas pela Criação, e dedicam-se a este trabalho com um desvelo e capacidade de entrega impressionante, que me encanta, maravilha e me obriga a bradar em sua direção…

SALVE O DIA DAS MÃES.

Publicado em CRÕNICAS DE UM IDOSO | Deixe um comentário

LIVRE ARBÍTRIO…

Terça-feira, 05 de maio de 2020. Decidi relembrar a importância de uma dádiva que nós os humanos recebemos do Criador. Ele nos concedeu o direito de julgar e decidir, à nossa revelia, o que fazer com os trajetos abertos à nossa frente, ainda que tais trajetos sejam oferecidos como opções,  por Ele, para cada um de nós.

Trata-se do tão decantado – em versos e prosa –  LIVRE ARBÍTRIO. AÍ a gente fica “se achando” (ou se perdendo) enquanto sai cometendo boas e más ações a favor ou contra os outros seres da Criação. Por que estou falando desse assunto hoje, agora? Talvez pelo fato de ser acordado com a notícia de que um artista que atuou intensamente na infância e adolescência de meus filhos, faleceu ontem, pela manhã, na internet encontrei.

Flávio Migliaccio (São Paulo, 26 de agosto de 1934Rio Bonito, 4 de maio de 2020) foi um ator, produtor, diretor e roteirista brasileiro. Tornou-se conhecido pelos personagens “Tio Maneco” dos filmes Aventuras com Tio Maneco e Maneco, O Super Tio, e “Xerife” da novela O Primeiro Amor e do seriado infantil Shazan, Xerife & Cia.

O ator foi encontrado morto por seu empregado Nonato em seu sítio, na localidade da Serra do Sambê, no município fluminense de Rio Bonito. A informação da morte foi confirmada pelo 35º Batalhão da Polícia Rodoviária (BPRv) da Polícia Militar do Rio de Janeiro. O boletim de ocorrência foi registrado como suicídio. Segundo o boletim, o ator teria se enforcado com uma corda. Em sua residência foi encontrada uma carta de despedida em seu nome que dizia:

flávio“Me desculpem, mas não deu mais. A velhice neste país é o caos como tudo aqui. A humanidade não deu certo. Eu tive a impressão que foram 85 anos jogados fora num país como este. E com esse tipo de gente que acabei encontrando. Cuidem das crianças de hoje! Flávio.

Flávio, utilizou-se do LIVRE ARBÍTRIO, na mais extrema forma de sua utilização… o suicídio e eu, inadvertidamente, ao ler a nota, terminei fazendo associações interessantes. Quando Flávio esteve completando seus vinte anos de idade – em agosto de 1954 – o ex-presidente da República Getúlio Vargas havia cometido suicídio no Palácio do Catete, no Rio de Janeiro, deixando uma carta que se notabilizou e “viralizou na mídia” da época. O término desta missiva foi revelado assim:

17_-_Getúlio_Dorneles_Vargas_1951_derivative“…Velho e cansado, preferi ir prestar contas ao Senhor, não dos crimes que não cometi, mas de poderosos interesses que contrariei, ora porque se opunham aos próprios interesses nacionais, ora porque exploravam, impiedosamente, aos pobres e aos humildes. Só Deus sabe das minhas amarguras e sofrimentos. Que o sangue dum inocente sirva para aplacar a ira dos fariseus.

Agradeço aos que de perto ou de longe me trouxeram o conforto de sua amizade. A resposta do povo virá mais tarde…

— Getúlio Vargas”

bolsonaroPois é, tendo essa mania de fazer associações, as vezes fico imaginando que, se outra pessoa assim como um político importante, presidente de república, sei lá, um estadista com um toque de comediante e que persegue a notoridade a qualquer preço, também tivesse essa minha mania e agisse da maneira como estes cidadãos  se decidiram. Essa pessoa estaria fazendo um uso  extremado – mas talvez adequado –  de utilizar-se do…

…LIVRE ARBÍTRIO

Publicado em CRÕNICAS DE UM IDOSO | 1 Comentário

SINTO-ME INDECISO…

Quinta-feira, 30 de abril de 2020. Aos 83 anos de idade, morando e vivendo em um Lar de Idosos, em plena crise endêmica que assola todo o planeta, sinto a necessidade de me achar e encontrar quem realmente sou, ou estou sendo. Gosto muito de música , poesia e sou adepto do culto da importância e do poder da espiritualidade. Cliquem nas fotos…

A indecisão que me invade nestes últimos tempos de vida (mais ou menos os doze anos que se instalaram aos setenta),  se prende ao fato de eu ainda não ter conseguido precisar se tenho sido um velho remoçado, mais que um moço envelhecido.

Aí, me deparo com uma canção composta em 1977, gosto da melodia, examino o conteúdo da letra e tenho vontade de ouvi-la, cantá-la e sentir-me identificado.

Em meu entorno orbitam outros seres de idade avançada, sendo assistidos, cuidados e amados por gente jovem. Infelizmente percebo que a maioria desses macróbios, sente dificuldade em perceber e agradecer à Criação, a grandeza desses gestos de atenção.

Para essa gente jovem (maioria absoluta do gênero feminino), o que realizam, é divinamente importante para a boa gestão de sua própria espiritualidade e eu, me sinto igualmente importante, por ter a oportunidade de estar sendo um dos objetos, desta sua conquista.

Mas, … tenho sido eu, um “velho moço” ou tão somente um “moço velho“…

SINTO-ME INDECISO

Publicado em CRÕNICAS DE UM IDOSO | Deixe um comentário

SINTO AGUARDAR MINHA VEZ…

Segunda-feira, 27 de abril de 2020. Checando a jornada de publicações de minhas crônicas passadas, me deparei com uma que publiquei há sete meses atrás. Era setembro de 2019 e fins do Inverno que se preparava para passar a pasta para a Primavera. Não, não se falava ainda de pandemia, tudo estava quotidianamente tranquilo, casais apaixonados trocavam carícias afagos e promessas, alguns gerando outras vidas e, se amavam…perdidamente!

PIC_0670Vocês estão como eu, acompanhando as notícias sôbre a pandemia e sabem que já estou contando com 83 anos de idade, Revendo então uma postagem minha, daquela época (há sete meses) decidi convidá-l@ a rever a leitura comigo, clicando sobre o título aí no término do texto e então entenderão porque …

SINTO  AGUARDAR MINHA VEZ…. (NA FILA) <<< clique

Publicado em Sem categoria | Deixe um comentário

SINTO-ME RADIANTE…

Sexta-feira, 24 de abril de 2020. Acordei assistindo as matérias jornalísticas da manhã, não é que eu havia cochilado com a TV ligada…”Número de novos Infectados pelo COVID-19, em Curitiba, no Paraná, no Brasil e no mundo”; Leitos de U.T.I. insuficientes; covas de cemitérios sendo abertas por escavadeiras; agentes funerários e coveiros temendo a morte por contágios…

Tétrico, assustador, eu desligo a TV e aciono o meu pendrive com música e escuto a voz estridente e simpática de Jovelina Pérola Negra, cantando “SORRISO ABERTO”, com evocações de explícito e legítimo Auto Astral!

WIN_20200424_08_53_48_ProFui tomar café e voltei para a frente do computador. O sol radiante me invade, eu passo a mão no queixo e sinto uma incontrolável necessidade de escrever e descrever tudo isso; falar das minhas recordações de carioca ex-fervoroso adepto das coisas relacionadas com o samba, o pagode e o partido alto.

Corro para o Wikipédia: “Nascida em Botafogo (zona sul do Rio de Janeiro), Jovelina Pérola Negra nascida em 21 de julho de 1944, logo fincou pé na Baixada Fluminense. Apareceu para o grande público do “Raça Brasileira”. Pastora do Império Serrano, ajudou a consolidar o pagode. Verdadeira tiete do partideiro Bezerra da Silva, Jovelina começou a dizer seus pagodinhos no Vegas Sport Clube, em Coelho Neto, levada pelo amigo Dejalmir, que também lançou o nome Jovelina Pérola Negra, homenagem à sua cor reluzente.Faleceu no dia 2 de novembro de 1998, aos 54 anos, de infarto. O enterro foi realizado no Cemitério da Pechincha, em Jacarepaguá.”

E a música que ouvi? Vamos ouvir junto e acompanhar lendo a letra: (solta o som).

Jovelina_Perola_NegraÉ ! Foi ruim a beça
Mas pensei depressa
Numa solução para a depressão
Fui ao violão
Fiz alguns acordes
Mas pela desordem do meu coração
Não foi mole não
Quase que sofri desilusão (bis)

Tristeza foi assim se aproveitando
Pra tentar se aproximar
Ai de mim
Se não fosse o pandeiro, o ganzá e o tamborim
Pra ajudar a marcar (o tamborim)

Logo eu com meu sorriso aberto
O paraíso perto, pra vida melhorar
Malandro desse tipo
Que balança mais não cai
De qualquer jeito vai
Ficar bem mais legal
Pra nivelar
A vida em alto astral (bis)

Não tenham a menor dúvida…

SINTO-ME RADIANTE 

Publicado em CRÕNICAS DE UM IDOSO | Deixe um comentário