Viagem… (2017)

março abril
maio junho julho agosto
setembro outubro novembro Dezembro


MARÇO.
Só agora em março de 2017 retornei ao blog e as crônicas, um pouco mudado e qual a época dos bancos escolares,  decidido a responder a chamada feita pelas mestras antes do início das aulas… Pelo menos no meu tempo era assim… Elas consultavam uma lista de presenças, chamavam cada um dos alunos. Erguíamos o braço e dizíamos “presente”.   Agora  –  leitores  — eu aqui ergo o braço e digo PRESENTE, para vocês meus mestres.

Como deduziram na crônica anterior, o autor perdeu sua mobilidade por conta da cirurgia de retirada da prótese. Por esse motivo, o cadeirante, voltou pegando de leve nos “posts” com textos mais curtos e mais concisos. Em RETOMADA já estava assim tentando me apropriar desse jeitinho mais maneiro.

ABRIL.
Abril. Prometi, mais suavidade e uma pegada mais leve nos temas. Por isso é que em CRISES, me limitei a expor o tema sem a paixão inflamada de outros  “posts” publicados anteriormente. Discorri sobre algo que todos buscam sanar.

Aí na segunda semana voltei à carga de um assunto que muito me regozija. Falar de quem nos visita é para mim prazeroso. VISITANTES, permitiu confirmar o que estou declarando a vocês, leitores.

Eduarda, Duda, minha neta, filha do Pedro e da Cristiane, aniversariou. Aí não tive dúvidas, e  soltei para ela e por ela meu DE OITO AOS OITENTA, com a esperança, mas não a certeza de que ela também possa repetir o mesmo com suas netinhas que advirão no futuro…

O crítico voltou, ao publicar TUDO TÃO BANAL, o vovô aqui andou atirando dardos e flechas ao redor, e falando de governantes, autoridades e seu descaso com os menos favorecidos… coisas de nossa política…

MAIO.
Primeiro de maio e eu escrevo e publico DIA DO TRABALHO, cortejando o tema e ao final, falando do ótimo trabalho realizado por todos aqui no Lar.

Semana depois, montado na data 08 de maio, dei meu testemunho sobre o dia da origem da data, (em 1945) do qual fui testemunha. O DIA DA  VITÓRIA diz bastante dos antecedentes e precedentes do acontecimento.

Depois dessa, na semana seguinte, me senti muito feliz por ter querido e podido escrever minha próxima crônica. TROCA DE PAPÉIS caracterizou com muita fidelidade a beleza do papel dessa gente que cuida de nós aqui no Lar de Idosos.

Prossegui então produzido um novo “post” cheio da felicidade de falar, dentre as outras coisas, do grupo musical que existe aqui no Lar. VELHOS GURIS, E eu fiz parte, por um tempinho. Claudimara Zanchetta e OdamirBartolomeu , os dois, figuras de grande magnitude.

Para encerrar as publicações do mês, nada melhor que aproveitar-me do dia 28 “Dia da Ascenção do Senhor” e produzir DESESPERAR NUNCA, que resultou em um longo tratado, versando em esperar a volta do Senhor, sem desespero.

JUNHO.
Então chega junho e eu clamo PORQUÊ NÃO, mantermo-nos todos serenos…

Domingo seguinte, transcrevo uma entrevista do juiz Sérgio Moro, todos sabem, “Presidente da República de Curitiba” e herói da “Lava Jato” – nosso combatente contra corrupção e corruptores – à Portal de notícias de Portugal. O título do “post” coincidentemente foi:  VILÕES.

Aí resolvi relatar que, depois de andar por aí, por 70 anos, vim encontrar aqui em Curitiba um NOVO LAR. Na semana seguinte, FESTEJANDO, veio trazer para minha releitura a satisfação de viver entre gente tão maravilhosa.

30 de junho de 2017, 50 anos da data de meu matrimônio, sem comemoração de “bodas de ouro”, e eu em FUTURO, mergulho na minha vida pessoal e familiar.

JULHO.
Começando Julho, escrevo a crônica, ESTOU TRISTE?, o título indagação, significa que estávamos vivenciando um breve  período de crise no aqui no Lar… Atualmente, o pior já foi ultrapassado, e agora estamos nos rescaldos.

A estória de amizade entre eu e a Roseli Bass, foi publicada no principal jornal de Curitiba. SAIU NO JORNAL, conta tudo, feliz lembrança.

Em NÃO RESISTIU, faço um ensaio em torno da inevitabilidade da morte, e ao final, presto minha homenagem póstuma pelo falecimento do companheiro especial, o Genauro, que se fez conhecer entre nós como o ex-palhaço Peteleco, assim terminamos o mês.

AGOSTO.
Ao começar agosto, relatei a partir de notícias na mídia – que alardeava estar o Presidente da República as voltas com denúncias de corrupção passiva – que o povo se sentia incomodado com tal situação. DESCONFORTÁVEL, foi o título que atribui à crônica. Tratava-se de política e eu não devia me meter nisso.

Um companheiro nosso chega ao centenário. Ao escrever PRIVILÉGIO, além de fazer a narrativa do fato, nos parabenizei também pela sorte de contar com o nosso quadro de diretores e conselheiros pelo profícuo trabalho conosco.

Semana seguinte publiquei PODER, para discorrer exatamente sobre a grande força e importância que ele detém, inflamando desesperadamente sua busca por todos, inclusive e sobretudo na máquina governamental e administrativa.

Antes que o mês se acabe, resolvi postar AMANHÃ, para divagar e devanear as nossas possibilidades para dias futuros.

SETEMBRO.
Setembro se afigura e aqui está novamente um idoso falando de um amanhã que não lhe pertence plenamente. FUTURO, foi o tema da mais nova crônica. Alunos da PUC voluntários papeando comigo. Legal!

Terremoto no México, furacão na Flórida, notícias do setembro. Aí o blogueiro relatou ABRIGADO, no sentido de comemorar por aqui vivermos protegidos.

Minha mãe! Mostro e descrevo em AUTORA. Novamente matéria pessoal e familiar. Gosto muito de fazê-lo.

Vamos encerrar este mês saudando a primavera e falar de pássaros, amores, cores e poucos dissabores ALÉM DAS FLORES. Por favor curtam!

OUTUBRO.
Primeiro de outubro, Voces sabiam que é o Dia Internacional do Idoso? Pois é então é dia também de comentar sobre O ESTATUTO DO IDOSOS. Foi o que eu acabei fazendo. Mas.., Tem idoso barra pesada por aí…

Segurança mata oito crianças numa creche incendiando-a. Escrevi, e agora li e voltei a ler. A LIÇÃO. Haverá alguma lição por trás de uma tragédia dessas?

O dia em homenagem aos professores é 15 de outubro. Sala de aula e na lousa escrito o título do “post” FUTURO DO INDICATIVO. Acontece que dizem que a educação está desassistida. Qual é então o indicativo do futuro?

Sabem, apesar dos 81 anos, sinto-me muito bem por ainda contar com uma boa dose de LUCIDEZ, então já imaginam, escrevi a crônica sobre essa qualidade que, infelizmente, alguns de nossos atores sociais não conseguem ter em doses apropriadas a boa convivência e bem estar do todo.

Resolvi falar de um ex-presidente – GetúlioVargas – tirado do governo através de um golpe militar, justamente em um 29 de outubro, de 1945. Evoquei ainda o final da segunda guerra mundial, naquele ano, tudo isso em SOBREVIVI. Pois é tantas coisas aconteceram e eu permanecia bem aqui incólume!

NOVEMBRO.
Início de novembro, recebemos visita de um grupo de alunos de Pedagogia. Eu logo me transportei ao tempo em que lecionei. Associei os dois títulos, professor a pedagogo e o resultado virou tema do “post” CRIANÇA. Reli e gostei.

O próximo “post”, dele eu já falei com você leitor. OBITUARIO, traz  saudades  da minha querida Mariza. Aí, na semana seguinte, não teve jeito, decidi publicar LEMBRANÇAS. Precisava descrever uma viagem a SP, com presença na TV.

Aí para fechar o mês decidi escrever RECOMEÇO, relatando o reviver de nova década de vida para mim, enquanto um companheiro da Casa, nos deixava.

DEZEMBRO
Em dezembro, ganha-se presentes. O cronista não só ganhou como fez questão de descrevê-lo em UM CANECO.     Maravilha poder colaborar com a formação de jovens futuros profissionais. Tudo de bom!

Leio bastante, sempre que posso. Pude e daí aproveitei para trazer para o Blog, algumas considerações e interpretações que me atrevi a fazer, de trechos tirados do Livro de Gênesis da Bíblia. Publiquei então o “post” GÊNESIS. Espero não desagradar ninguém com esse meu atrevimento. Como sabem sou espírita!

Na companhia de nossa Assistente Social, fui atendendo um convite assistir um  show Stand Up (levante-se em inglês).  Divertido, gostei muito da interação dos comediantes com o público.    Dias depois, fui com colegas e pessoal do História Viva,  fazer uma visita aos alunos de uma escola de ensino fundamental, bem do lado aqui do Lar. Me apresentei imitando a performance daqueles comediantes. O “post”, descrevendo, decidi então chama-lo SIT DOWN (sente-se).

Depois da gracinha aí de cima, resolvi tentar em ONDE MORO, falar mais da importância de seguirmos – todos – os exemplos do Aniversariante do Mês.

No último dia do ano, ao postar FATIAS DO TEMPO, ilustrei a crônica com minha foto, ladeado pelos dois caras, que têm me apoiado de maneira bastante intensa, nesse período de quase fim de expediente. Meu  filho e outro amigo o Eros Nicz.

Continuamos com nosso “livro” em   janeiro de 2018